segunda-feira, outubro 30, 2006

O diabo veste Prada


Fui ver o filme “o Diabo veste Prada” mesmo depois do L. me ter dito que as críticas do Expresso não eram nada favoráveis, como quem diz e se fossemos ver outra coisa? Fingi que não percebi, aliás nós mulheres somos peritas nisso e lá fomos.

Entendi porque as críticas foram negativas. Trata-se, na minha opinião, de um filme essencialmente para mulheres. Tem roupas, sapatos e malas bonitas, interiores bonitos, vê-se um bocadinho de NY e de Paris. Só as mulheres e de preferência jovens podem perceber a atracção que exerce sobre qualquer elemento do sexo feminino, um emprego que permite usar roupas de marca sem gastar um tostão. Estou a falar de roupas Valentino, Dior, Chanel, malas Prada , Docce e Gabanna, sapatos Manolo Blanick ou Jimmy Choo (tão a ver o que eu sei?) todas originais, nada de contrafacções ou emitações. O seu uso prolongado torna-se numa espécie de droga…

Fazer uma opção de largar um emprego que lhe dá tudo isto, mas a tratam abaixo de cão é uma opção difícil de tomar para uma jovem. No filme ela acaba mesmo por saber o que quer, e que não é aquilo, é ser jornalista profissão para que se licenciou. É interpretada por Anne Hathaway, jovem assistente pessoal da editora de uma revista americana tipo Vogue interpretada pela Meryl Streep. Anne faz quanto a mim um bom papel e é suficientemente convincente, quanto á Meryl não há nada a dizer, faz um papel de mazinha sem único sorriso.

Ir ver este filme para uma mulher é para além da história , um desfolhar de uma revista de moda, com peças lindíssimas. Estão a ver porque eu disse no início que era um filme para mulheres? Conhecem homens que gostem de o fazer para além dos gays?

6 Comments:

Blogger Rafeiro Perfumado said...

Obrigado, acabaste de me poupar 10 euros. Apesar de considerar a Tia Merryl uma das melhores actrizes da actualidade, a outra já começa a enjoar, com os papéis "ó pra mim tão feia e depois fico tâ linda!"

Um grande RAUF para ti e já sabes, sempre pela direita!

12:13 da tarde  
Blogger francis said...

Ainda, não vi. Mas, olha; não podes acreditar em tudo o que lês no Expresso; na verdade, em quase nada! :-)

4:21 da tarde  
Blogger eu mesma! said...

Francis
Eu não acredito em tudo o que leio no Expresso, em especial críticas a filmes, foi por isso que fui ver!

5:04 da tarde  
Anonymous herculanodacosta said...

olá
interessante este teu post como aliàs alguns outros que aqui sempre encontro
perguntas se alguém conhece homens que gostem de desfolhar revistas femininas (para além de gays)
conheço eu bués e entre esses eu e não não sou gay
noutra vertente do teu actualíssimo post também te digo que conheço "ene" jornalistas femininas a quem tb "dão tudo" mas tratam "abaixo de cão" e elas parece não se queixarem ou pelo menos não mudam de profissão
...pensarás tu que estamos no paraíso?!
um dia destes falamos melhor sobre profissões "encantadoras" e os perigos que lhes são inerentes ok?
xi do
herc

1:59 da tarde  
Blogger marta said...

Vi ontem o filme....adorei especialmente por aquilo que dizes...tem roupa, sapatos, menina peneirenta que é engolida por menina boazinha...e tem a merryl S. que acho que està genial...

2:51 da tarde  
Blogger eu mesma! said...

herculano da costa

eu por acaso não conheço nenhum homem, para além dos gays (tenho amigos) e estilistas (também conheço) que gostem de ver revistas de modas, mas se calhar prende-se com o universo que me rodeia...admito que possa haver excepções e até gostava que o meu cara metade gostasse, pelo menos não me chagava o juízo por causa das revistas que compro.

quanto á segunda parte do teu comentário, não percebi muito bem, mas isso deve ser por ser loura!

3:11 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home