segunda-feira, fevereiro 05, 2007

Pecados íntimos (little children)

Este filme apresenta um conjunto de 3/4 histórias.

A da Kate Winstley, uma dona de casa formada em literatura, mas que não trabalha, apenas passeia a filha pequenina, e que um dia descobre que o marido em vez de estar a trabalhar,está a ter sexo virtual ao computador (!!!). Não cheguei a perceber porque razão usa as unhas dos pés pintadas de azul, talvez simplesmente por piroseira.

A do Patrick Wilson, menino bonito apelidado o "rei do Baile" pelas mãezinhas que no parque passeiam os seus petizes. Anda a tentar passar no exame da ordem dos advogados, a mulher é que trabalha e nunca está disponível para sexo. Já estão a ver o que isto vai dar...Ele passeia o filho.

A de umpedófilo que mora no bairro com a mãe já velhota e que tem umas unhas grandes e sujas (eu reparo em cada pormenor...).

E a de um ex-policia que mata sem querer um puto e passa a vida a atazanar o pedófilo.

O medo é um ingrediente quase constante de todo o filme, não nosso, mas das personagens.

Como já dei a entender o Patrick acaba enrolado com a Kate. Primeiro uma coisa muito sexual, depois quando resolvem tomar determinadas resoluções, há uma série de acontecimentos que me fizeram pensar em 4 finais. Pois não é que não acertei! o realizador escolheu um 5º que não me passou pela cabeça.

Achei um filme interessante.

2 Comments:

Blogger Rafeiro Perfumado said...

Eu de momento só espero o sobre a batalha de Esparta contra os Persas. O resto vai ser para passar tempo...

1:04 da tarde  
Blogger Conceição Bernardino said...

Olá,
Sinto que a amizade vai nascendo,
Cada palavra que me oferece é uma dádiva de inspiração, podemos sentir de maneira diferente, ainda bem mas como sabe bem sermos lidos e comentados por alguém.
É isso que faz a grande diferença sermos unos perante tanta subtileza.
Beijinhos
Obrigada
ConceiçãoB
Uma boa semana
http://amanhecer-palavrasousadas.blogspot.com

2:05 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home