quarta-feira, fevereiro 07, 2007

Assalto e intromissão

Fui ver mais um filme e aqui deixo a minha opinião.

Will (Jude Law) é um arquitecto de sucesso que, juntamente com o amigo Sandy, projectaram a recuperação urbana de uma zona problemática de Londres, King´s Cross, e que resolvem nesse mesmo local instalar o seu atelier. Na noite da inauguração depois de todos saírem o espaço é assaltado pelos indivíduos que fizeram a entrega do material informático. O assalto é de novo repetido logo após a instalação de novos computadores e plasmas.

Jude Law resolve ficar à espreita todas as noites até que surpreende um dos assaltantes. Persegue-o, não o apanha mas fica a saber onde ele mora. Acaba por se envolver com a mãe do jovem assaltante , a Juliette Binoche.


Esta é a história em linhas gerais, mas para além desta história de suporte, é um filme que trata dos relacionamentos humanos, das emoções, desejos e dos fossos criados no quotidiano de muitos casais, em que reina a mais completa solidão. A primeira metade do filme tem um ritmo pouco atraente para mim, mas a 2ª metade vale a pena para assistir pelo menos aos diálogos intensos do Jude Law.

4 Comments:

Blogger Rafeiro Perfumado said...

Queres que eu acredite que gostas do filme por causa dos "diálogos intensos" do Jude Law? Pois, pois...

9:27 da manhã  
Blogger SentadaAoLuar said...

O filme podia até nem valer nada mas o actor.......ui ui! lol
Obrigada pela visita lá no meu cantinho!

11:03 da manhã  
Blogger Fallen Angel said...

Mais um... mais um em que aqui o desgraçadinho ficou agarrado ás pipocas... :-(

11:07 da manhã  
Anonymous Pedro Fonseca said...

Para mim este é um filme igual a muitos outros. Problemas morais, crises matrimoniais, infidelidade, amor, miúdos delinquentes mas que no fundo não são más pessoas... Enfim. Nada de novo. De registar apenas as boas interpretações e a razoável realização.

1:48 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home